Receita Federal lança programa para regularizar a situação de empresas inscritas no Simples Nacional e espera recuperar R$ 600 milhões

A partir da próxima segunda feira, 23 de setembro, a Receita Federal vai começar a enviar alertas para os contribuintes inscritos no Simples sobre possíveis irregularidades apuradas no pagamento de impostos.

Quase 3,5 milhões de contribuintes entregam a declaração como optantes do Simples. Com isso, eles têm um regime tributário diferenciado, com impostos reduzidos, e ainda ajudam na geração de empregos. Eles são responsáveis por um em cada quatro empregos com carteira assinada no país. Para usufruir de benefícios, os usuários do Simples devem estar afinados com a Receita Federal.

Por isso, a partir da próxima segunda feira, dia 23, o órgão começa a emitir, a 29 mil empresas optantes do Simples, alertas sobre erros no preenchimento de suas declarações, omissões ou outros eventos que possam caracterizar sonegação fiscal.

Para chegar a esse número, a receita cruzou dados do sistema integrado de administração financeira e de movimentação de cartões de crédito. O Coordenador Geral de fiscalização do Ministério da Fazenda, Iágaro Jung Martins, explica que antes de punir ou multar essas empresas, a Receita Federal vai dar uma oportunidade do contribuinte se explicar.

A Receita Federal acredita que pelo menos R$ 600 milhões devem entrar nos cofres públicos após a regularização da situação desses contribuintes. Para se explicar junto à Receita Federal, o contribuinte deve acessar o site do Simples, em www.receita.fazenda.gov.br/simplesnacional.


« Voltar