Gestão de crise para pequenas empresas

Nem todas as empresas estão preparadas para gerir uma crise. Ela pode vir de vários tamanhos e formas, mas o que é mais relevante é a atenção que o empresário deve dar para solucionar o problema antes que fique incontrolável. Para garantir um futuro promissor as empresas vêem usando a gestão de crises nos momentos difíceis.

A Gestão de crises é um plano de negócios de ação que é implementada rapidamente quando ocorre uma situação negativa. Podemos considerar uma crise nos negócios, quando: 1) interrompe a maneira como a empresa conduz seus negócios, e 2) atrai significativa cobertura da mídia / ou opinião pública. Normalmente, essas crises têm a capacidade de destacar negativos financeiros, jurídicos, repercussões políticas, ou governamentais sobre a empresa, especialmente se eles não são tratados de uma forma rápida e eficaz.

Em reportagem especial a Revista Fenacom (setembro-outubro de 2012) tratou do assunto com dicas da empresária Carina Almeida para aplicar a gestão de crise através da comunicação em sua empresa.

Antes da Crise
É importante prevenir situações que possam gerar crises, assim como treinar funcionários e empresários para lidar com as situações atípicas. O plano de comunicação da empresa pode preparar a empresa para administrar tais situações.

Durante a Crise
Para restabelecer confiança do público e funcionário é imprescindível definir um porta voz para empresa e responder questionamentos que surgirem durante. Monitorar a situação e reafirmar os valores da empresa auxiliam na recuperação da imagem da empresa.

Depois da Crise
Comunique o desfecho da crise. O empresário deverá destacar os avanços obtidos com a crise e deixar claro as mudanças que a empresa sofreu o sofrerá para evitar o ocorrido.

Veja a matéria completa, disponível abaixo.


« Voltar