Empresas brasileiras pagam mais impostos do que devem

Um estudo recente revelou que empresários brasileiros desconhecem a real carga tributária devida e, consequentemente, pagam mais impostos do que devem. Tal fato, somado ao atual cenário econômico do país, resulta em um grande impacto no orçamento das empresas e dificulta o desenvolvimento de novos negócios.

De acordo com o estudo, realizado pela Studio Fiscal, 99% dos empresários pagam, em média, R$ 650 mil a mais do que devem em impostos e contribuições. Os números consideram os médios e grandes negócios, no período de 5 anos. Atualmente, existem 92 tributos em vigor no Brasil e o valor arrecadado equivale a 35,42% do PIB (Produto Interno Bruto).

 

Informação contábil

Para o maior conhecimento sobre a realidade tributária, empresários brasileiros devem estar atentos à importância da informação contábil para seu negócio. Segundo especialistas, é uma forma de analisar o regime de tributação adequado para a empresa, de acordo com a atual situação, evitando assim contribuições indevidas. Por meio de uma consultoria tributária, são analisados diversos fatores, muitos deles desconhecidos pela maioria dos empresários.

Esse tipo de planejamento representa ainda uma estratégia comercial para a empresa, reduzindo custos e recuperando valores pagos em tributações indevidas. Além disso, desenvolve modelos de negócio que oferecem competitividade ao empresário brasileiro.

 

Experiência em planejamento tributário

A Marina Contábil desenvolve o planejamento com o objetivo de indicar a forma tributária mais adequada ao empresário, sempre com base nas informações fornecidas por ele.

Para a abertura de um novo negócio, primeiro levamos em consideração o enquadramento tributário na legislação, já que para certos portes de empresas e atividades há restrições ou mesmo obrigatoriedade a um regime de tributação específico. Quando o empresário possui várias opções de enquadramento à disposição, auxiliamos na escolha daquele de maior economia.

Já para nossos clientes, realizamos internamente uma avaliação periódica visando identificar regimes que possam ser vantajosos para o negócio. Posteriormente, apresentamos e discutimos o case com o empresário.

 

Fonte: Contábeis


« Voltar