Inscrição no CPF de Investidor Estrangeiro residente no exterior

A partir do dia 20 de maio deste ano, investidores que residem no exterior têm à disposição um sistema que agiliza o processo de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF). O novo sistema é resultado de um trabalho conjunto entre a Receita Federal e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

O objetivo desse processo é aperfeiçoar o atendimento para investidores estrangeiros. Tratando-se dos termos da legislação em vigor, antes de realizarem investimentos no mercado de capitais brasileiro, eles devem se inscrever no CPF e fazer o registro junto à CVM.

O novo sistema é também uma forma de reduzir os custos administrativos e facilitar o processo de inscrição. Antes do sistema entrar em funcionamento, o investidor estrangeiro era obrigado a cumprir uma série de formalidades para se inscrever no CPF em uma representação diplomática brasileira.


« Voltar